10. Prática - Treinando o Constelador

10. Prática - Treinando o Constelador

10. Prática - Treinando o Constelador
10. Prática - Treinando o Constelador

O CURSO

10. Treinando o Constelador

A categoria “treinando o constelador” trás a prática supervisionada em seu passo- a-passo com exercícios e vivências em constelações com bonecos, chapéus e outras âncoras.

Os vídeos mostram as diferentes dinâmicas trabalhadas através das queixas e casos clínicos supervisionados. São mostrados as posições dos bonecos e as informações pertinentes à estas posições com orientações e intervenções diretas. nestes vídeos você terá acesso direto a prática  e manejo do método do atendimento individual. 


10.1 – Como constelar com bonecos a questão de “escolhas”

Através do manejo dos bonecos e acompanhamento do cliente, o constelador pode ajudar nos processos de escolhas na vida

 

10.2 – O comportamento da filha

Queixa da mãe a respeito do comportamento autoritário da filha sobre ela. O vídeo mostra o manejo do processo de obtenção de informações. 

 

10.3 – Caso clinico de ansiedade

Você pode acompanhar o passo-a-passo de um atendimento supervisionado com as diferentes fases de identificação das dinâmicas da alma e as frases de cura.

 

10.4 – A base das constelações com bonecos

Neste vídeo é mostrado as etapas no processo do atendimento individual com bonecos, as informações enriquecedoras de cada movimento e da imagem inicial colocada pelo cliente.

 

10.5 – Filhos nascidos após aborto

O vídeo aborda algumas dinâmicas que ocorrem com os pais e com as crianças quando da perda de filhos antes do cliente.

 

10.6 – O lugar do terapeuta na relação de casal

O vídeo trás a supervisão de um caso cujo cliente pede para se separar. Trás reflexões sobre as possibilidades de manejo do terapeuta constelador nesta intervenção.

 

10.7 – “Igual a você mamãe” – a enxaqueca do pertencimento

Aborda as questões do vínculo no amor ou na dor. Evidencia a dinâmica de emaranhamento na dor para o pertencimento. Quando o cliente não toma os seus pais no amor,  seu pertencimento se dirige para a identificação no negativo.

 

10.8 – Da obsessão ao suicídio – “você também faz parte”: incluindo o excluído

Supervisão de caso clinico onde é observado o emaranhamento sistêmico na  dinâmica de suicídio.

 

10.9 – O campo das constelações individuais com bonecos e seus posicionamentos

Em qual posição devemos iniciar colocando o boneco que representa o cliente?  Onde está o tempo presente? Algumas questões como estas se encontram respondidas neste vídeo.

 

10.10 – As nossas crianças grandes

Quem põe os bonecos?  Como se prepara o campo de trabalho? Quem coloca a imagem inicial? Como começar a constelação? Perguntas respondidas através da orientação direta sobre os exercícios executados pelos alunos. Casos práticos de grande aprendizagem.

 

10.11 – Reorganizando as posições – a pergunta sistêmica

Através de uma constelação com bonecos cuja queixa é de problemas no relacionamento com o marido que se repete ha 4 gerações, os alunos puderam ser orientados nos posicionamentos dos bonecos e a importância da pergunta sistêmica para uma boa solução.

 

10.12 – O desrespeito ao masculino – dificuldades na escola

Constelação do neto cujo sintoma é problemas na escola. Os pais são separados e a avó mostra o desrespeito ao masculino colocando bonecas femininas nos lugares dos homens de sua família.

 

10.13 – Pergunta sistêmica no caso de perdas: filhos nascidos após aborto

O vídeo trás uma demonstração com os bonequinhos das diferentes dinâmicas que acometem as crianças que nascem após filhos abortados e / ou perdidos.

 

10.14 – Constelações individuais – uma ferramenta

O vídeo apresenta um atendimento de constelações com a mãe de um rapaz com transtorno bipolar, sua vinculação à ancestralidade. Foram utilizados inicialmente os chapéus e posteriormente a terapeuta se pôs como representante desta ancestralidade.

 

10.15 – Reflexões da prática do caso de transtorno bipolar

A polêmica do trabalho realizado no ítem 10.14 com a entrega e manejo do constelador foram geradoras de muita aprendizagem e reflexões sobre a postura do constelador, sua entrega ao campo e maneira de condução do trabalho.

 

10.16 – O trabalho com os mortos – a presença da ausência

Algumas observações das constelações familiares, no trabalho com os mortos, que podem ser usadas e reconhecidas como necessárias para a completude da morte – a ferramenta dos chapéus.

 

10.17 – O uso dos chapéus nos exercícios de ordem

Este vídeo traz uma demonstração do exercício de ordem, o lugar de cada um em sua família, com o uso de chapéus como ferramenta de apoio.

 

10.18 – “Como você vovó”- “vocês são os grandes para mim”.

O filme traz dois casos - no primeiro, uma intranquilidade na parceria leva à consciência de sua identificação com o pai e à percepção do sentimento transferido da vó. No segundo caso, a companheirinha do papai que sai do seu lugar sente em si a confusão mental.

 

10.19 – Medo do fracasso – a inclusão do país de origem

Inicialmente o filme mostra a não necessidade de muitas conexões que podem atrapalhar alguns insights do cliente e em seguida um caso clinico de emoção transferida e lealdade ao bisavô e o medo de também não conseguir nada.

 

10.20 – Dificuldade de contato dos pais – dermatite atópica

Caso clinico da filha que apresenta dermatite atópica representando metaforicamente a dificuldade de contato dos pais em sua sexualidade.

 

10.21 – A dor do amor – intolerância com o marido

Uma constelação do sintoma - intolerância e brabeza com o marido. A intolerância advém do medo de ele ter outras mulheres. Minha mãe fala que minha avó era muito brava – “precisamos esmagar os homens” é a frase que me vêm - “eu sei que por trás da raiva tinha muito amor, tanto que você não quis mais viver”.

 

10.22 – Manejos terapêuticos

O vídeo aporta alguns manejos no trabalho das conexões com os sintomas em suas identificações com a ancestralidade no manejo dos bonecos.

 

10.23 - Constelações na escola – colocar as crianças na ordem

Uma das alunas, que têm uma pré-escola, iniciou seu treinamento com os bonecos aplicando exercícios, com os bonecos, com crianças que apresentavam dificuldades na escola e verificou que seu “pequeno trabalho na ordem destas famílias foi elemento gerador de uma grande ressonância.

 

10.24 – A presença da ancestralidade no método: perguntas e respostas

Este vídeo traz reflexões esclarecedoras e explicativas sobre o método na ancestralidade. Também aporta questões como o comprometimento do cliente em seu retorno, a ansiedade do constelador na formação de grupos e o que é “estar a serviço”.

 

10.25 Treinando as posições dos bonecos na constelação

 

10.26 - Relação de casal - quem constelar

 



  • Cartão CréditoR$ 35,00 em até 3x
  • Débito/BoletoR$ 35,00 em até 3x
  • Cielo CréditoR$ 35,00 em até 6x