4. Dinâmicas Familiares

4. Dinâmicas Familiares

4. Dinâmicas Familiares

4. Dinâmicas Familiares

O CURSO

4. Dinâmicas Familiares

Os sistemas familiares se constituem na base de todo o sujeito. É através dos pais que um filho recebe a vida e todas as demais heranças e também, na sua relação com eles, estabelece os seus padrões interacionais.  Muitas são as dinâmicas que envolvem os sistemas familiares são dinâmicas ocultas geradoras de conflitos que buscam pertencimento, compensação e equilíbrio sistêmico.

Nesta categoria é abordada a principal dinâmica proposta por Bert Hellinger; o movimento interrompido – que é analisado sob a ótica do desenvolvimento do apego.

  

4.1  DINÂMICAS FAMILIARES

Este vídeo inicia a categoria das dinâmicas familiares, dinâmicas ocultas presentes nas relações familiares geradoras de conflitos e sofrimentos.  Aporta sobre a completude de cada indivíduo, como buscar a inteireza e por consequência, a força para a vida. Também fala do vínculo primário, vinculo gerador de todos os demais vínculos estabelecidos na vida do sujeito


4.2  FUNÇÃO MATERNA: PADRÃO DE INTERAÇÃO DO VÍNCULO

A função materna têm seu modelo fundamentado na experiência infantil de ser filha e, os padrões relacionais da Mãe com a Filha se repetem por muitas gerações (multigeracionalidade sistêmica). Portanto, o que se aprendeu  em sua experiência própria é o que se  tem para passar adiante


4.3  MOVIMENTO INTERROMPIDO

Na multigeracionalidade sistêmica muitas vezes a criança não consegue tomar sua mãe porque ela não está disponível pois está emaranhada às questões da sua família de origem. Quais são as dinâmicas da criança frente a esta condição?


4.4  MOVIMENTO INTERROMPIDO – INDIVIDUAL E SISTÊMICO

Além do movimento interrompido individual temos o movimento interrompido sistêmico ou seja, o movimento interrompido do sistema familiar . O vídeo aborda o movimento interrompido do sistema maior nas etapas de vida e morte. O movimento interrompido abrupto na vida trazem suas consequências na morte. A posição de nascimento dos irmãos e algumas das dinâmicas para os filhos também são aportadas


4.5  CONFLITOS NA CONJUGALIDADE – LEALDADE DA CRIANÇA

Sempre que os pais apresentam dificuldades relacionais no casal, a criança fica dividida em sua lealdade principalmente  nas situações de triangulações:  a criança pensa que precisa se aliar a um dos pais em detrimento do outro. O filho não consegue tomar ambos os pais juntos e fica dividido em sua completude se identificando com o parceiro excluído.


4.6  FILHOS EMARANHADOS A PARCEIROS ANTERIORES

As rupturas relacionais de parceiros anteriores ao casamento geram dinâmicas ocultas geradoras de conflitos familiares  entre pais e filhos em função do equilíbrio sistêmico assim como, na sua grande maioria, a perda do primeiro filho.


4.7 TRIANGULAÇÕES RELACIONAIS: FILHINHA DO PAPAI E FILHINHO DA MAMÃE

Quando a criança sai do seu lugar de filho e vai para o lugar do sistema conjugal, o lugar dos pais, o lugar dos grandes, embora seja com uma boa intenção,  ela sofre várias consequências negativas. A criança sempre pertence a esfera dos adultos e está a serviço dos seus pais, faz qualquer coisa por eles.







  • Débito/BoletoR$ 35,00 em até 3x
  • Cielo CréditoR$ 35,00 em até 6x