5. Constelações Familiares

5. Constelações Familiares

5. Constelações Familiares

5. Constelações Familiares

O CURSO

5. CONSTELAÇÕES FAMILIARES
Nesta categoria são abordadas as bases que norteiam as constelações familiares, seus princípios nos relacionamentos humanos– pertencimento, equilíbrio e ordem e, as consciências - pessoal, grupal e universal. Apontando muitas dinâmicas na integração e correlação entre eles.

5.1 Histórico e desenvolvimento – interações positivas: relação congruente com a consciência maior
duração vídeo aula 20'40
Este vídeo versa sobre o histórico das constelações familiares e a possibilidade de personificação em todas as relações  

5.2 Fenomenologia e entrelaçamento quântico
duração vídeo aula 16'33
O fenômeno só acontece através do olhar do observador. É o observador quem determina o fenômeno e ambos, observador e fenômeno, recursivamente, formam um novo fenômeno. Como o fenômeno acontece nas constelações familiares?
 
5.3 Fundamentos e princípios: Pertencimento e equilíbrio
duração vídeo aula 24'04
Este vídeo aborda sobre os princípios dos relacionamentos humanos e como são vivenciados. Também aborda sobre quais são os sentimentos que provoca no sujeito, na atualidade de sua vida
 
5.4 A ordem – vinculação por emaranhado
duração vídeo aula 20'32
Como funciona o dar e receber nas relações de iguais para uma boa ordem nos relacionamentos. Também aborda sobre a ordem nas relações de hierarquias diferentes. Quais são as consequências das desordens?
 
5.5 Integrando as bases: princípios e consciências: consciência pessoal, familiar e consciência maior
duração vídeo aula 20'22
Através dos sintomas a atuação das constelações familiares se faz presente. Através da dor como desvio do amor. Este vídeo aporta sobre as diferentes consciências (pessoal, familiar e universal) no sintoma e na solução

5.6 Dinâmicas da multigeracionalidade sistêmica I
duração vídeo aula 14'06
Quais informações são importantes para o constelador frente ao seu cliente? Nossos clientes são as crianças dos seus pais e seus pais são as crianças dos pais deles.

5.7 Dinâmicas da multigeracionalidade sistêmica II
duração vídeo aula 15'06
Como se mostram as diferentes consciências das constelações familiares (pessoal, grupal e universal) nos fatos da vida. A consciência do problema e a consciência da solução
 
5.8 Meus ancestrais em mim: emaranhamentos sistêmicos no pertencimento e na ordem I
duração vídeo aula 20'43
Através dos sintomas vivenciados, o membro atual da família pode chegar à solução, podendo incluir a todos os ancestrais excluídos independentemente de saber/conhecer quem era e o que aconteceu.
 
5.9 Meus ancestrais em mim – emaranhamentos sistêmicos no pertencimento e na ordem II
duração vídeo aula 18'54
Através da identificação o descendente, que vive na atualidade, se vincula ao antepassado se compromete em uma lealdade invisível – “eu sigo você na exclusão” ou, “eu como você” e, “por amor à você, eu faço isso no seu lugar”.  Contratos da infância de um amor cego e infantil, salvador, heroico.
 
5.10 Dar e tomar – vitima e agressor
duração vídeo aula 20'53
Este vídeo traz os sintomas. Quando nascemos ganhamos, através dos nossos pais, a vida. Com ela, herdamos tudo, inclusive os emaranhamentos. A aceitação de tudo como é libera e permite ao constelador estar aberto ao fenômeno das constelações.
 
5.11 Dar e receber em relações de dano – vítima e agressor
duração vídeo aula 16’04
O que aparece no campo das constelações? O campo oferece as informações para o cliente e para o constelador e ambos podem acessa-las. Dinâmica na identificação à vítima e ao agressor: “eu como você”.
 
5.12 Integrando as bases: princípios e consciências - sintomas e soluções dos princípios
duração vídeo aula 14'58
As constelações se pautam em três princípios dos relacionamentos: pertencimento, equilíbrio e ordem. Quais os sentimentos que cada princípio repercute no indivíduo nas diferentes consciências – consciência pessoal, familiar e universal
 
5.13 Integrando as bases: os campos de consciência I – disfunções de ordem
duração vídeo aula 11'49
Este vídeo aborda os três campos de consciência – consciência pessoal, grupal e universal – observando o princípio do equilíbrio, no dar e receber nas relações. Também aporta algumas reflexões sobre o princípio da ordem – o lugar de cada um no sistema familiar
 
5.14 Integrando as bases: os campos de consciência II – hierarquia entrelaçada dos campos de consciência
duração vídeo aula 19'36
Na atualidade, a vida que vivemos neste tempo presente, estamos a serviço de toda uma ancestralidade vivendo em mim, as questões pendentes da consciência do grupo.  Aporta também as características de cada consciência – pessoal, grupal e universal
 
5.15 Integrando as bases: os campos de consciência III – perda de filhos
duração vídeo aula 27'46
Através de um caso, pode-se observar como ocorre, nas três consciências, os emaranhamentos e identificações das múltiplas gerações. Qual a solução? Como transformar a dor em amor?
 
5.16 Integrando as bases: os campos de consciência IV – a inclusão dos mortos – consciência grupal
duração vídeo aula 21'46
Na consciência pessoal só fazem parte os vivos mas, na consciência grupal e universal, vivos e mortos têm a mesma importância, todos fazem parte: destinos trágicos, agressores e vítimas, etc... Neste vídeo, cada consciência e sua características são exploradas passo a passo
 
5.17 Integrando as bases: os campos de consciência V – dinâmicas de pertencimento e o acesso à não-localidade da consciência maior
duração vídeo aula 22'49
Acompanhando as dúvidas da turma, o vídeo mostra muitas questões: a) as múltiplas dinâmicas de pertencimento nas crenças das identificações familiares: de gênero, nas alianças ao pai ou à mãe.
B) a ressonância sistêmica do cliente e do terapeuta na contratransferência.
C) o acesso à consciência não-local é um ato criativo, é o acesso à consciência quântica, um acesso à novas probabilidades. Como podemos fazê-lo?
 
5.18 Integrando as bases: os campos de consciência VI – agressor e vítima – o destino
duração vídeo aula 19'53
Caso clinico que mostra a relação de emaranhamento multigeracional de agressor e vítima: uma mãe agressora que vê no filho seu marido. Um bom exemplo da contaminação da relação do sistema conjugal (marido e mulher) no sistema parental; pais e filhos.


  • Débito/BoletoR$ 35,00 em até 3x
  • Cielo CréditoR$ 35,00 em até 6x